Páginas

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

0

CIDADE DO RN LANÇA O DINHEIRO "GOSTOSO" PARA BOMBAR ECONOMIA LOCAL



Os moradores do município de São Miguel do Gostoso (no litoral do Rio Grande do Norte, a 134 km de Natal) passaram a contar com uma nova moeda, que está circulando há um mês nas ruas da cidade. O gostoso é uma moeda social criada pelo banco comunitário e aceito em vários estabelecimentos da cidade.

A ideia de criar o banco comunitário veio das próprias associações do pequeno município no litoral potiguar. Com o dinheiro próprio, a meta é estimular o consumo e fortalecer a economia local.

O projeto foi realizado com a Incubadora Tecnológica de Economia Solidária (Ites), da Universidade Federal da Bahia.

Em setembro de 2011, técnicos do órgão participaram de uma reunião do Fórum de Políticas Públicas na cidade e apresentaram o projeto Rede Nordeste de Bancos Comunitários de Desenvolvimento. Os líderes locais gostaram da ideia e levaram o projeto à frente.

Antes de o novo dinheiro circular foram realizadas reuniões e oficinas para escolher, entre outros detalhes, o nome do banco e da moeda.

O Banco Solidário do Gostoso foi criado em homenagem ao nome da cidade. Ficou decidido que a gestão seria da Associação de Mulheres, Jovens e Produtores de Tabua (AMJPT), com integração de diversas outras entidades da cidade.
Empréstimos vão até 150 gostosos para pequenos projetos

Com a ideia e detalhes fechados, os responsáveis partiram em busca dos recursos para capitalizar o banco, já que, para cada gostoso emitido é necessário R$ 1 em caixa.

Com o banco, os moradores têm acesso a pequenos créditos de até 150 gostosos. O valor pode ser pago em até três vezes, sem nenhuma cobrança de juros.

Os recursos do banco ajudam a fomentar compras e pequenos investimentos. "Mas nem tudo é gostoso. Há também empréstimos em real, que podem ser feitos para quem vai comprar em outra cidade", diz Diogo Ferreira Rêgo, integrante da Ites e que apoiou a criação do banco social potiguar.

A capitalização inicial foi feita por doações de sindicatos, cooperativas e organizações parceiras. Uma rifa também foi organizada pelo conselho gestor para arrecadar fundos.

Segundo a AMJPT, 1.000 gostosos estão em circulação na cidade. Cada nota tem um símbolo municipal: o Boi de Reis (na nota de dez gostosos), o pescador na praia de Tourinhos (cinco gostosos), o pé de cajazeira (2 gostosos), a feira agroecológica (1 gostoso) e o cajueiro (50 centavos).
Moeda é aceita por estabelecimentos que assinaram convênio

Conforme as regras definidas no estatuto, cada gostoso vale R$ 1. A moeda é aceita por estabelecimentos que assinaram um convênio e passaram a receber  a moeda como forma de pagamento por compras e serviços.

As moedas sociais são reconhecidas pelo Banco Central como complementares ao real.

Com Portal Uol
0

BEZERRA COM SETE PATAS E TRÊS VAGINAS NASCE NA ZONA RURAL DE CAJAZEIRAS. VEJA FOTO E VÍDEO

Um fato chamou atenção da Comunidade do Sítio Xique-xique, Zona Rural de Cajazeiras, por volta das 17h desta terça-feira (29).

O Agricultor, José Nildo, 60 anos, percebeu que sua Vaca estava parindo. Ele observou que a bezerra que estava nascendo apresentava várias patas.

Com ajuda de alguns amigos, o Agricultor, José Nildo começou a puxar a bezerrinha para a Vaga não morrer, pois ela estava sofrendo muito.

Quando a Bezerrinha nasceu, percebeu a anomalia. Sete patas, e três vaginas.  A Bezerrinha morreu logo em seguida.

José Nildo levou a Bezerrinha até a cidade para mostrar ao veterinário que achou o nascimento altamente estranho.

O Agricultor foi até a Rádio difusora de Cajazeiras, e prestou entrevista a Everton Pereira (Biguinho). Ele contou detalhes na anomalia que vem chamando atenção de todo o sertão.

Veja o vídeo:



Folha do Sertão

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

0

DJ’S REALIZAM BALADA BENEFICENTE EM NOVA FLORESTA EM PROL DO TRATAMENTO DE VITORIANO


O Dj Gustavo Camelo da cidade de Nova Floresta, em parceria com a prefeitura de Nova Floresta, estará realizando uma balada beneficente no próximo dia 16 de fevereiro, toda a arrecadação será doada para a família de Vitoriano de Azevedo Lima, o mesmo realizou uma cirurgia para a retirada de um tumor na tarde e noite desta quarta-feira (30), em João Pessoa.

Devido o custo do tratamento, a família e os amigos estão realizando campanhas para arrecadar dinheiro para custear sua recuperação, além da festa beneficente, os familiares ainda estão fazendo arrecadação nas feiras livres da região, nas rádios e através de um bingo que será realizado no próximo final de semana na cidade de Nova Floresta.

A balada beneficente será realizada no dia 16 de fevereiro, no ‘Nova Floresta Clube’, a partir das 20h00 e contará com a presença dos Dj’s Gustavo Camelo, Renato Gonçalves e Dj Adilson, as senhas custam R$ 5,00.

Entenda o caso – Vitoriano de Azevedo Lima tem 37 anos é casado, pai de dois filhos, morador da cidade de Nova Floresta e trabalhava como gari na cidade de Cuité, após tomar uma pancada na cabeça por um tambor, no momento em que trabalhava, o mesmo passou a sentir fortes dores na cabeça.

Ao procurar o médico, foi descoberto que Vitoriano tinha um tumor no cérebro que até então não se manifestaria, porém, com a pancada o mesmo passou a se desenvolver, o mesmo foi informado que a cirurgia era de emergência e custaria R$ 50 mil, um valor muito alto para quem trabalha como gari, foi aí que a família e os amigos começaram a realizar campanhas para a realização da cirurgia e do tratamento pós–cirúrgico.

O blog foi informado na noite desta quarta-feira (30), que Vitoriano foi cirurgiado com sucesso e todo tumor foi retirado, a preocupação da família agora é com o tratamento, pois a diária da equipe que o acompanhará nos próximos dias custa R$ 1,7 mil, fora os medicamentos usados neste período.

Pedimos então a colaboração de todos para ajudar o nosso irmão que hoje precisa da nossa ajuda, para ajudar financeiramente a família disponibilizou três contas bancárias, Banco Bradesco AG: 5776-2, C/C: 0590625-3 - Maria E Oliveira Silva, Banco do Brasil AG: 0657-2, Poupança: 7568-X - Maria Edjania Oliveira Silva, Caixa Econômica: AG: 0806, Operação: 013, Poupança: 51952-2, Antonio J D A Lima.

Maiores informações pelos fones: 084.8716-0238, 084.9928-0092 (Gui), 084.8852-5865, 083.9922-4413 (Edjânia), 083.9627-1555, 083.9623-3335 (Andeilma).

Flávio Fernandes
0

PREFEITO DE CUBATÍ NEGOCIA DESCONTOS DE CONSIGNADOS COM O BANCO DO BRASIL


Prefeito Dudu Dantas
O prefeito da cidade de Cubatí, Dudu Dantas (PMDB), anunciou hoje (30), através do seu facebook, que negociou com o Banco do Brasil o desconto dos empréstimos consignados dos servidores municipais.

Segundo o gestor, os funcionários estão há quatro meses com os salários atrasados e com isso o banco descontaria as quatro parcelas todas de uma só vez, para evitar que isso acontecesse nesta quinta-feira (31), dia em que os servidores receberão o salário referente ao mês de janeiro, o prefeito entrou em contato com o banco e negociou para que as parcelas sejam cobradas uma por mês.

Flávio Fernandes
0

FAMÍLIA DE NOVA FLORESTA INVESTE EM HORTA ORGÂNICA COM APOIO DA EMATER


Mesmo com a estiagem prolongada verificada em toda a região do Curimataú, no Sitio Estrondo, em Nova Floresta, o agricultor familiar Ambrósio Dantas, pai de oito filhos, é modelo na produção de hortaliça orgânica com uso racional de água. Ele também tem colocado em prática ações de convivência com a estiagem, o que garante o atendimento ao mercado que consome seus produtos.
Há 15 anos, a família decidiu cultivar hortaliças, em pequena quantidade, de coentro e alface, em uma área de 600 metros quadrados. Juntou dinheiro e comprou mais um pedaço de terreno anexo, até que no ano de 2006 já tinha uma área de meio hectare de terra. Com a orientação da Emater, que vem acompanhando e orientando o produtor deste o primeiro momento, obteve a aprovação de contratos do Pronaf, podendo ampliar o cultivo das hortaliças, como cebolinha, rúcula, rabanete, hortelã, pimenta, couve, cenoura, beterraba, pimentão, agrião, berinjela, jiló, espinafre, abobrinha, maxixe, couve-flor, brócolis.
Para conviver com período de estiagem, o agricultor construiu um poço tubular que garante armazenamento de água e mantém a produção mesmo em período de poucas chuvas. Já existe no sítio um poço amazonas, que também garante segurança hídrica e, com isso, mantém as hortaliças em quantidade suficiente para atender a freguesia durante todo o período do ano.
O uso racional da água, inclusive durante o atual período, está permitindo cultivar verduras, mesmo em menor escala. Segundo Ambrósio Dantas, em período de inverno regular a produção é duplicada para atender a clientela que frequenta sua quitanda e também as feiras livres de cidades vizinhas, inclusive no Rio Grande do Norte.
O agricultor recorda que, no início de sua atividade, a irrigação era feita com o uso de regador manual ou mangueira, com desperdício de água e muito esforço. Neste período, ele também enfrentava dificuldade para comprar sementes e adubo. Com a orientação da Emater Paraíba, por meio do escritório local, a situação se inverteu.
Boas práticas e boa safra – O cuidado com as práticas culturais tem garantido ao agricultor conquistar novos consumidores, usando material orgânico, tudo acompanhado por extensionistas rurais. “Aqui, nada de agrotóxico. Temos um bom produto. Talvez por isso famílias, inclusive de outras cidades, vêm comprar conosco”, disse.
Para evitar a presença de pragas, o agricultor foi orientado a fazer o controle de rotação de cultura.  “As boas práticas de manejo usadas com eficiência têm apresentado excelente resultados”, explicou Audivam Azevedo, técnico que incentiva o agricultor e acompanha o projeto.
O agricultor recorda que no início tinha dificuldade de acesso ao crédito e decidiu procurar a Emater. Depois de ouvir explicações sobre a maneira correta de cultivo de hortaliças, aceitou que fosse feito projeto de financiamento usando recursos do Pronaf. A princípio houve receio por parte do agente financeiro, mas devido à insistência do extensionista, o projeto foi aceito e executado com eficiência.
Segundo Audivan, o projeto deu certo porque contou com as pessoas que acreditavam naquilo que escolheram e seguiram as orientações. Esse projeto já foi apresentado em duas oportunidades como modelo para outros agricultores familiares: na cidade do Conde, em 2007, durante o Congresso Agroecológico, e em Patos, no ano de 2009.
Ampliação – Mesmo trabalhando em um hectare de terra junto ao quintal de sua casa, Ambrósio já projeta ampliar a produção de hortaliças. Ele já está com duas estufas, onde produz as mudas. O sistema permite uma incidência de 50% de luz para melhor possibilitar a germinação e crescimento das mudas. Depois desse estágio, entra na fase de aclimatação fora das estufas até atingir a fase ideal de ser plantada em definitivo no campo.
Ele também prepara plantio de maracujá, que usa como mais uma fonte de renda, e acredita nos resultados positivos, tendo em vista que se trata de uma região propícia a esse tipo de cultura. Para o agricultor, o segredo do sucesso é manter a família unida e integrada ao projeto, trabalhando com dedicação. “A unidade da família é o fundamental para o crescimento e o fortalecimento do projeto”, disse.
Quem cuida do projeto é o seu filho Denis Ciriaco Guedes Dantas, técnico agrícola. “Hoje estou dando ao meu pai por tudo aquilo que ele possibilitou eu ter. Ele me deu suporte para estudar e me formar”, reconhece.  Cuidando das hortaliças, Denis disse que está buscando cada vez mais informações para melhorar a qualidade dos produtos e cuidar dos negócios, já que ao lado da casa a família montou um ponto de venda.
Secom-PB
0

ACADEMIA DE JIU-JITSU CUITEENSE GANHA SEIS MEDALHAS EM NATAL


A academia Kimura, que tem a frente o professor Washington Monteiro, ganhou seis medalhas na Copa 38 Graus realizada no último domingo (27) na cidade de Natal/RN. O campeonato foi realizado pela academia Kyoto e mais de 300 participantes participaram da competição.

Professor Washington Monteiro em
entrevista a 89 FM (Rádio Cidade de Cuité)
Em entrevista a 89 FM, o professor destaca os prêmios conquistados. “Foram seis competidores representando a academia, ambos participaram de seis finais, trazendo seis medalhas para a cidade de Cuité, sendo quatro primeiros lugares e dois segundos”, destacou.

Na entrevista o professor ainda explica os benefícios do Jiu-Jitsu no tratamento da depressão e do estresse. “Com a prática do Jiu-Jitsu, o atleta melhora a coordenação motora, ativa o raciocínio e evita a depressão, após duas horas suando você esquece todos os problemas”, explicou Washington.

A academia que está há 13 anos na cidade, conta hoje com 30 alunos e já coleciona uma grande quantidade de medalhas, resultado de competições a nível nacional, regional, estadual, dentre outras.

Flávio Fernandes
0

NA SECA O OLHO D’ÁGUA DO TEIXEIRA SE TORNA A ÚNICA FONTE DE ÁGUA POTÁVEL PARA FAMÍLIAS CARENTES DE CUITÉ



A cidade de Cuité dispõe de várias fontes de água potável, nos períodos de estiagem como este que passamos essas fontes é a salvação das famílias que não podem pagar pela água e se deslocam até um quilômetro para conseguir o liquido precioso.

Famílias andam até 1 km para pegar água no olho d'água
A dona de casa Josefa André faz o trajeto de quase um quilômetro duas vezes por dia, para ela o olho d’água é a salvação já que a mesma não tem condições de comprar um carro-pipa. “Esse olho d’água é muito importante, não só eu mas muitas famílias vem todos os dias pegar desta água”, declarou D. Josefa.

O coordenador do projeto “Trilhas da Serra”, Tarcísio Azevedo, preocupado com a preservação da fonte, procurou a equipe da 89 FM – Rádio Cidade de Cuité -, para pedir a colaboração da comunidade, pois o local tem sido alvo de vândalos que sujam o ambiente e depredam o poço.

“Esse lugar é um lugar histórico da cidade, nós pedimos às pessoas que visitem e conheçam, mas que também contribuam com a preservação desse lugar para que essa fonte possa fornecer água por muitos anos aos que dela precisam, é impossível se falar em preservação da vegetação diante da grande seca que nos assola, mas as pessoas podem contribuir cada uma do seu jeito para a preservação deste ambiente”, destacou Tarcísio.

Agricultor Bonifácio Severino
O agricultor Bonifácio Severino há 50 anos utiliza a água do olho d’água para o consumo da família, segundo ele, se não fosse a fonte já teria morrido de sede, “com chuva ou sem chuva eu tomo água daqui”, afirmou.

A cidade de Cuité dispõe de várias fontes de água potável, a exemplo do olho d’água do Teixeira, do Palmeira, da UFCG, do Bairro do Eucalipto, dentre outras, são dessas fontes que as famílias carentes tomam água nos períodos de grandes estiagens.

Flávio Fernandes
0

GOVERNO DO ESTADO INICIA A PAVIMENTAÇÃO DA LADEIRA DA SERRA DO BOMBOCADINHO



Após vários meses de espera, os moradores da serra do bombocadinho, zona rural de Cuité, já comemoram o início da pavimentação da ladeira pelo Governo do Estado.

A obra que vai custar mais de meio milhão de reais está prevista para ser concluída em junho de 2013. A pavimentação facilitará o acesso de milhares de moradores que tem a via como único meio de acesso a cidade de Cuité e também para o escoamento da produção, já que a região é grande produtora de castanha de caju, farinha, feijão e outros.

Flávio Fernandes com foto do Cuité PB online
0

PREFEITURA DE CUITÉ REALIZA PODA DAS ÁRVORES DA RUA FRANCISCO PATRÍCIO


Na volta as aulas da UFCG, campus Cuité, é grande o fluxo de veículos na Rua Francisco Patrício, principal do Bairro da Aliança. A fim de evitar acidentes no trecho, a prefeitura municipal de Cuité, através da secretaria de infraestrutura, obras e serviços está realizando a poda das árvores que ficam no canteiro central da avenida. 
Secretário Eliú Pessoa
Em entrevista a 89 FM, o secretário Eliú Pessoa declarou que “com o retorno das aulas da universidade aumenta o fluxo de veículos naquele trecho e a poda das árvores é importante para que sejam evitados acidentes”, explicou.

Dentre as árvores que estão sendo podadas estão, algarobeiras, figueiras e castanholas.


Ascom

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

0

10 MIL PRESERVATIVOS FORAM DISTRIBUÍDOS DURANTE A FESTA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE CUITÉ


A secretaria de saúde de Cuité, que tem a frente o Doutor Gentil Palmeira, distribuiu na última sexta-feira (25), dentro das festividades alusivas ao aniversário de Emancipação Política da cidade, dez mil preservativos.

Segundo o secretário, “a ação que sempre acontece dentro dos eventos da prefeitura visa evitar a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) e a gravidez precoce, haja vista que esses casos aumentam nos períodos festivos, a secretaria faz então sua parte realizando campanhas, proporcionando assim, um sexo seguro entre os nossos jovens”, declarou Palmeira.

Além da campanha, a secretaria ainda disponibilizou as duas unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), com equipes de plantão, sem deixar de atender as ocorrências fora do evento.

“Com a equipe no local diminuímos o tempo de espera do atendimento, sabemos que grande parte dos atendimentos do SAMU em festas abertas é com lesões graves, nesses casos o tempo é o nosso maior aliado”, destacou o secretário Gentil Palmeira.

Durante o evento não foi registrada nenhuma ocorrência grave, mesmo assim, a equipe permaneceu no local até o encerramento das festividades.

Ascom
0

VÂNDALOS DESTROEM FONTE LUMINOSA DA PRAÇA DE PEDRA LAVRADA



Um ato de vandalismo foi registrado na cidade de Pedra Lavrada, a fonte luminosa da praça central da cidade foi parcialmente destruída.

Os moradores ficaram estarrecidos com o ato dos vândalos, a fonte que é um ponto turístico da cidade é um local usado pelos moradores para encontro de amigos e casais que se reúnem todas as noites.

A ação aconteceu na semana da festa da padroeira Nossa Senhora da Luz, um período de grande movimento na cidade.

Os autores do crime ainda não foram localizados.

Flávio Fernandes com fotos do site Voz de Pedra
0

ESTUDO DA CNM MOSTRA CIDADES IMPEDIDAS DE CELEBRAR CONVÊNIOS COM GOVERNO FEDERAL; PB TEM 183 MUNICÍPIOS COM 'NOME SUJO' NA STN


A Paraíba tem 183 municípios impedidos de celebrar convênios com a União porque não conseguiram comprovar algum item da aplicação de recursos federais. O estudo, no qual constam os dados, foi divulgado ontem pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e comprovou – com base no sistema de Cadastro Único de Convênios (Cauc) da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) – que um total de 64,4% das prefeituras brasileiras (3.588) estão nesta situação. 


Na Paraíba, o total de cidades que estão com a restrição representa 82,1% dos 223 municípios paraibanos, ocupando a quarta posição no ranking nordestino dos municípios nesta situação.


A proporção está atrás da constatada para Pernambuco (91,8%), Alagoas (87,3%) e para a Bahia (83%). Do total de 223 municípios paraibanos, 32 (14,3%) têm somente um item não comprovado no Cauc e 29 (13%) têm dois itens não comprovados e os demais variam. O Cauc é um serviço auxiliar que simplifica a verificação das transferências de recursos da União, amplia o nível de controle de exigências e otimiza os procedimentos administrativos ao facilitar a entrega de documentação administrativa. 


Nele, são avaliados 14 pontos que passam pelas obrigações de adimplência financeira, de transparência e constitucionais e pelas prestações de contas de convênios. Entre as cidades maiores da Paraíba que constam na lista com pelo menos um item não comprovado estão Campina Grande, Cajazeiras, Sousa, Santa Rita e Bayeux. 


Com PBtudo